JÚRIS

ARTE PARA CRIANÇAS

Gustavo Kurlat - Compositor, diretor musical, diretor teatral, dramaturgo e escritor, além de tradutor, educador e locutor. Participou de mais de 50 projetos artísticos, culturais e educacionais nos segmentos de teatro, cinema, música e publicidade no Brasil e em países como Itália, Espanha, Estados Unidos, Uruguai, Argentina e Cuba, com prêmios e indicações em Los Angeles, Lisboa, Caracas e Annecy, entre outros.

Luciana Machado - Atua em produção artística, gestão cultural e curadoria de diversas linguagens artísticas. Tem ampla experiência na gestão, avaliação e implantação de projetos artístico-culturais. Desenvolve capacitação de gestores culturais e pesquisas sobre novos modelos organizacionais, investimentos culturais e sustentabilidade artística.

Ronaldo Ciambroni - Autor, diretor e ator, foi o dramaturgo brasileiro que mais prêmios recebeu no cenário artístico, além de o autor teatral brasileiro que mais fez peças sobre a temática transgênera. Foi considerado pela crítica, em 1999, o melhor adaptador das histórias de Monteiro Lobato, com a peça “O Terror dos Mares”. Em televisão escreveu programas para a Rede Globo, Rede Manchete, Rede Record e SBT.


ARTES VISUAIS

Antonio Peticov - Pintor, escultor, desenhista, gravurista, hológrafo e programador visual. Expondo desde 1965, participou de três edições da Bienal de São Paulo e teve mostras individuais no MASP no MAM do Rio de Janeiro, além de uma centena de exposições em galerias da Itália, Holanda, Japão, Estados Unidos, Chile, França, Suíça, Alemanha, México, Bulgária, Inglaterra, Bélgica, Uruguai, Coreia e Brasil.

Fabio Luiz Santos Ribeiro - Binho Ribeiro é um dos pioneiros na arte do graffiti no Brasil e América Latina, com diversas obras em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Santiago, Buenos Aires, Nagoya, Tóquio, Osaka, Nova York, Los Angeles, Beijing, Hong Kong e Paris, entre outras.

Valéria Piccoli Gabriel da Silva - Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela USP, onde ainda obteve seu mestrado e doutorado. Foi assistente curatorial na XXIV Bienal de São Paulo e trabalhou também como curadora assistente na Coleção Brasiliana / Fundação Estudar. Foi coordenadora do projeto de reformulação da exposição do acervo da Pinacoteca e é curadora chefe da instituição desde 2012.


CINEMA

João Batista de Andrade - Doutor em Comunicações pela USP, é escritor e cineasta. Foi Secretário da Cultura do Estado de São Paulo, Ministro Interino da Cultura, criador do ProAC e Presidente do Memorial da América Latina. Iniciou sua carreira artística em 1963, ainda estudante, na Escola Politécnica da USP. Tem premiada carreira cinematográfica, nacional e internacionalmente, com 17 longas e inúmeros média-metragens e filmes para TV.

Luna Alkalay - Trabalha com cinema desde 1975, quando fez seu primeiro longa-metragem. Atua também em produção e roteiro de curtas e longas em gêneros diversos – documentários, ficção e animação. Em 2005 fez seu segundo longa, um documentário.

Nuno Leal Maia - Fez o curso de Cinema na USP de 1969 a 1972. Dirigiu os curtas “Caixinha de Música” e “Terapias”. Participou como ator em mais de 40 longa-metragens, entre eles, “A Dama do Lotação” e “O Homem de Itu”. Ganhou o Prêmio Air France de Cinema de melhor ator por “Ato de Violência” e na mesma categoria no Festival de Brasília por “Louco por Cinema”.


CIRCO

Daniela Helena Biancardi - Dani Biancardi é atriz, palhaça e coordenadora de projetos culturais. Dedica-se à pesquisa do teatro cômico e gestual. É uma das formadoras do curso de Humor da SP Escola de Teatro.

Luis Rodrigo Moissopoulos Caldas - Kiko Caldas foi um dos pioneiros a realizar espetáculos usando a linguagem do circo contemporâneo em São Paulo e no Brasil. Atua há 30 anos na área artística. Criou e dirige a Cia. K, companhia que trabalha aliando números corporais virtuosos, acrobáticos e aéreos, combinando o circo com outras linguagens, como teatro, dança, música e multimídia.

Verônica Tamaoki - Pesquisadora e artista circense. Uma das fundadoras da Escola Picolino de Artes do Circo e autora dos livros “Fantasma do Circo” e “Circo Nerino”. Curadora das exposições “Circo Nerino” e “Hoje tem espetáculo”, esta última em cartaz no Centro de Memória do Circo, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, instituição da qual é coordenadora.


DANÇA

Ismael Ivo - Bailarino, coreógrafo e diretor de vários festivais internacionais. É atualmente curador artístico do Projeto de Qualificação em Dança da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e diretor do Balé da Cidade de São Paulo.

João Carlos Couto (Janjão) - Sociólogo, ator, produtor cultural, programador, consultor e curador em teatro e dança. Foi membro do Conselho Estadual de Cultura de São Paulo e Presidente da Comissão Estadual de Teatro, conselheiro da CNIC do MinC e membro da CAP da Secretaria de Estado da Cultura. É consultor para a programação de dança do Teatro Alfa desde o ano de 2004.

Nelson Gonçalves Campos Filho - Nelson Triunfo é coordenador e produtor cultural, supervisor, arte educador, compositor, dançarino, palestrante, coreógrafo, poeta, músico e pai do hip hop no Brasil.


DESTAQUE CULTURAL

Iatã Canabrava - Nasceu no Brasil em 1962 e viveu até 1980 em diversos países da América Latina acompanhando o exílio político de seus pais. De volta ao Brasil iniciou suas atividades como fotógrafo, desenvolvendo uma série de trabalhos de caráter social e documental. Já realizou mais de 40 exposições, foi ganhador dos prêmios P/B da Quadrienal de Fotografia de São Paulo em 1985, do concurso Marc Ferrez da FUNARTE, em 1987, e de dois prêmios da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, em 1996 e 2006. Publicou 10 livros e tem suas fotografias nas coleções MASP-Pirelli, Galeria Fotoptica e coleção particular Joaquim Paiva, entre outros. Já foi presidente da União dos Fotógrafos de São Paulo de 1989 a 1994, foi um dos fundadores da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil (RPCFB) em 2010 e criou e dirige a empresa Estúdio Madalena.

Marcos Ribeiro de Mendonça - Nascido em São Paulo, Capital, formou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco-USP (1968). É Procurador da Prefeitura de São Paulo. Vereador (1982 /1994), foi Presidente da Câmara Municipal. É autor da Lei Mendonça de Incentivo à Cultura, da Lei que Preservou o Parque do Ibirapuera, da Lei de Incentivo à Construção de Teatros e outras. Deputado Estadual (1994/2002) autor da Lei das Organizações Sociais para a área da Cultura e da Loteria da Cultura. Senador suplente de Mario Covas. Secretário de Estado da Cultura (1994/2002) entre outros projetos criou a Sala São Paulo, o Projeto Guri, o Memorial do Imigrante, reformulou a OSESP, reformou/restaurou a Pinacoteca, o Museu de Arte Sacra, o Teatro São Pedro, o Arquivo do Estado, criou e iniciou a implantação do Museu da Língua Portuguesa, a Estação Pinacoteca e o Museu da Resistência, Projeto Mapa Cultural, Revelando São Paulo programa de popularização do Estado, PICTV- Programa de Integração Cinema e TV, criação das Fábricas de Cultura entre outros Projetos. Presidente da Fundação Padre Anchieta criou a TV Ra Tim Bum, modernizou o parque tecnológico da Radio e da TV, deu início ao processo de digitalização, obteve equilíbrio financeiro da Fundação. Produtor Cultural – produziu o musical Avenida Q e a comédia “Os 39 Degraus”.

Marie Gidali - Marika Gidali nasceu em Budapeste, Hungria. Participou do Ballet do IV Centenário e do corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Com Ademar Guerra realiza um extenso trabalho coreográfico para o teatro (Oh! Que Dekícia de Guerra, Hair, Marat-Sade, O Burguêz Fidalgo, Lulu, Revista do Henfil, Missa Leiga, Mahagony, América Hurra!, Saudade do Brazil (Musical com Elis Regina), Marie Farrar (Poema de B. Brecht), Capital Federal, (Flávio Rangel), Medéia (Silney Siqueira). No primeiro semestre de 1971 realiza, juntamente com Décio Otero, programação semanal de dança didática na TV Cultura de São Paulo. Em outubro de 1971 funda o Ballet Stagium com Décio Otero. Em constante transito entre tradição e ruptura, o Ballet Stagium percorre todo o Território Nacional por diversas vezes, se apresentando no Alto Xingú e nas cidades ribeirinhas do Rio São Francisco, com a Barca da Cultura, apresentações em todos os países da America Latina, Estados Unidos, Europa e Ásia.


MÚSICA

Claudio Mendel - Diretor, iluminador e produtor cultural, ator e fundador da Cia. Teatro da Cidade e do CAC Walmor Chagas em São José dos Campos. Tem em seu currículo mais de 30 espetáculos dirigidos, dentre eles “Maria Peregrina”, “O Mercador de Veneza”, “Paisagem Paulistana” e “Toda nudez será castigada”, além de criação de luz de dezenas de espetáculos. Já recebeu vários prêmios em festivais e mostras do país.

Eduardo Dias Santana - Gestor cultural, com formação em Rádio e TV. Nos mais de 20 anos de atuação no setor, realizou dezenas de festivais, mostras e eventos culturais como coordenador geral e/ou curador, a exemplo das sete edições do Cinefantasy – Festival Internacional de Cinema Fantástico e das cinco edições do FLI – Festival Literário de Iguape.

Humberto Norman Finatti - Cursou História e Jornalismo e atua na imprensa cultural e musical brasileira há 30 anos, já tendo passado pelas redações das revistas IstoÉ, Interview, Bizz e Rolling Stone Brasil e dos jornais diários Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e Gazeta Mercantil. Atualmente é editor do site de cultura pop Zapnroll. Também já atuou como curador de projetos culturais.


TEATRO

Lúcia Maria Gluck Camargo - Coordenadora de projetos especiais da SP Escola de Teatro. Jornalista, pós-graduada em História do Brasil pela Universidade Federal do Paraná e licenciada em Pedagogia pela mesma universidade. Atualmente é consultora artística do Teatro Sérgio Cardoso, júri do Prêmio Shell e júri do Prêmio Reverência.

Luiz Antônio Dias de Amorim - Ator, locutor, dublador, diretor e produtor cultural. Membro do júri do Prêmio Shell de Teatro. Presidente do Instituto Internacional de Teatro, órgão ligado à Unesco.

Mika Lins - Frequentou o curso de Formação de Atores no Jogo Estúdio, dirigido por Eugênia Tereza de Andrade, onde teve aulas de história da arte, expressão corporal e eutonia. É atriz desde 1984, quando estreou em teatro em “A Casa de Bernarda Alba”, trabalho pelo qual foi indicada aos prêmios Apetesp e Mambembe como atriz revelação, tendo recebido o Prêmio Governador do Estado.


TERRITÓRIOS CULTURAIS

Carlos Alfredo Almeida da Silva - Alfredo Rasta é produtor cultural e presidente da Associação Cultural Reggae, primeira entidade de reggae. Desenvolve há 15 anos o Grito Cultural Reggae, evento que faz parte do calendário oficial da cidade de São Paulo. Atua também na área social.

André Luiz Cagni - André Pomba é músico, jornalista, DJ, produtor cultural e ativista. Atuou no jornalismo musical com as revistas Rock Brigade, Dynamite e On&Off. Pomba é um dos DJs mais conhecidos e emblemáticos da noite paulistana, cenário em que realiza eventos há mais de 30 anos. Também toca baixo na banda de heavy metal Vodu.

Antonio Carlos de Moraes Sartini - É advogado, produtor, administrador cultural, curador e palestrante. Atuou como diretor da Oficina Cultural Grande Otelo em Sorocaba, delegado regional de cultura de Sorocaba, diretor técnico do Departamento de Formação Cultural e diretor técnico do Departamento de Atividades Regionais da Cultura, além de diretor do Departamento de Teatro e diretor do Departamento de Expansão Cultural.