Portal do Governo do Estado de São Paulo

TERRITÓRIOS CULTURAIS

Construir pelas ações os territórios do imaginário cultural, formas e fazeres que debatem, grafitam, disputam, difundem, declamam e reinventam arquitetura simbólica da produção cultural do estado de São Paulo, expandindo suas fronteiras e delineando novos espaços de ação estética. Este foi o critério da comissão julgadora para a escolha dos cinco finalistas.

image1

Encontro Estéticas das Periferias

Projeto Ação Educativa

Em 2014, o Encontro Estéticas das Periferias promoveu, mais uma vez, o fortalecimento da produção cultural das regiões paulistanas afastadas do centro. Em sua quarta edição, o evento abordou a temática da negritude no País, promovendo mais de 30 atrações ao longo de seis dias. Grafite, teatro, dança, música e intervenções artísticas fizeram parte da programação, inteiramente gratuita. O Encontro é realizado pela ONG Ação Educativa, em parceria com diversas instituições, além do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura.

image1

Fórum do Interior, Litoral e Grande São Paulo

Fórum

Realizado em Ribeirão Preto, em 2014, o Fórum do Interior, Litoral e Grande São Paulo reuniu cerca de cem pessoas, entre inscritos e visitantes, que acompanharam as discussões sobre a produção cultural do Estado, com destaque para a participação de grupos novos, responsáveis pela ampliação dos debates. O Fórum acontece desde 2009 como uma ação em rede, que valoriza a produção cultural do estado e estimula sua profissionalização. Nos encontros, artistas e produtores de diferentes regiões do Estado de São Paulo refletem conjuntamente sobre a implantação e estratégias de políticas públicas para o setor cultural.

check
image1

Grupo Opni

Galeria Céu Aberto

A Galeria a Céu Aberto é fruto do projeto Favela Graffitada, desenvolvido pelo Grupo OPNI desde 2009. A galeria foi pintada na Vila Flávia, distrito de São Mateus, zona leste da capital paulista. A ideia central do projeto é grafitar todos os muros, cantos, vielas e casas, transformando, o bairro em uma grande galeria de arte urbana a céu aberto, como o próprio nome já diz. Atualmente, a galeria conta com aproximadamente 200 intervenções. O Grupo OPNI (Objetos Pixadores Não Identificados) foi criado em 1997 por jovens grafiteiros de São Mateus.

check
image1

Marco Pezão

Poeta e agitador cultural

Marco Pezão é um dos grandes nomes da cultura paulistana, conhecido por coordenar ações em diversas frentes, sempre com o objetivo de incentivar a produção literária e sua difusão. Fundador do Sarau da Cooperifa, ao lado do também poeta Sérgio Vaz, Pezão figura entre os principais agitadores da literatura periférica, difundida por meio de saraus realizados em diversas regiões da capital paulista. Em 2014, comandou o sarau A Plenos Pulmões, na Casa das Rosas, projeto que manifestou, por meio da poesia, a luta e o desenvolvimento cultural das artes da periferia.

image1

Mulheres no Hip-Hop

II Festival da Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop

Realizado pela Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop, a segunda edição do Festival, que leva o mesmo nome, promoveu uma série de atividades culturais, apresentações artísticas, debates e oficinas com o intuito de despertar nas mulheres o desejo de se organizar como grupo feminino e de lutar por condições igualitárias, utilizando o Hip Hop como ferramenta de inclusão e arte. A Frente de Mulheres no Hip Hop é formada por ativistas, artistas e simpatizantes da causa em todo o País, liderando ações em prol da participação feminina na cultura urbana.